Olá meninas, meu nome é Daniela Obrzut e fui convidada pela Sarah para falar sobre alimentação saudável, alimentos e tudo que a nutrição envolve. Sou nutricionista, me formei e atuo na área clínica em consultório há 6 anos, e acredito que a alimentação é a melhor forma de manter e ter saúde, por isso vou dividir com vocês por aqui um pouco do que sei.

Na nutrição existem muitos assuntos que podemos falar, confesso que demorei a decidir o que falaria aqui, mas resolvi listar 7 erros comuns que meus pacientes mais relatam no consultório. Quando o assunto é dieta todo mundo tem uma dica, ou faz algo por conta própria achando que está fazendo certo, né? Mas resolvi falar dos erros que considero mais graves quando estamos começando a mudar nossos hábitos alimentares. É sempre bom reforçar que devemos procurar um nutricionista para adequar a dieta nas individualidades.

1°. FOCAR APENAS EM CALORIAS

QUALIDADE ALIMENTAR e não VALOR CALÓRICO DAS REFEIÇÕES! O valor calórico também é importante, porém não mais importante que as ESCOLHAS dos alimentos inclusos na dieta. Vou explicar, fazemos a seguinte comparação: 1 barra de cereais por exemplo pode conter 90 kcal por porção, igual o valor calórico de 1 maçã média. Agora se compararmos valor NUTRICIONAL de ambos, veremos que a maçã contém vitaminas, minerais, fibras, sem contar que é um alimento natural sem conservantes e corantes.

Devemos dar prioridade a alimentos, mais naturais, de digestão fácil e longe de conservantes e aditivos.

calories

2°. USAR ADOÇANTES

Diversos estudos realizados demonstram uma série de problemas associados ao uso contínuo do adoçante, tais como: aumentar a probabilidade no desenvolvimento de câncer e contribuir para o aumento do peso, ou seja, não engordam diretamente. Mas, os adoçantes acabam estimulando algumas áreas do cérebro que deflagram a fome e às vezes a compulsão alimentar, então eles não trazem, à longo prazo, nenhum benefício para as pessoas que querem perder ou controlar o peso. O uso de adoçantes só é indicado para portadores de diabetes.

adocante

3°. SUBSTITUIR REFEIÇÕES POR LANCHES

Ainda na ilusão de estar fazendo o correto em uma dieta para emagrecer, muitas pessoas costumam substituir uma refeição mais completa de nutrientes por lanches ou até mesmo shakes emagrecedores. Essa troca pode até ser feita, mas precisa ser muito bem pensada para que não fique pobre em nutrientes, já que o corpo bem nutrido trabalha melhor e assim fica mais fácil perder peso ou ganhar massa muscular.

im4 (2)

4°. CORTAR TODO TIPO DE GORDURA

As gorduras insaturadas (poli e mono), também auxiliam o organismo na absorção de vitaminas tais como A, D, E, e K. O consumo delas na dieta está relacionado com a redução do colesterol ruim (LDL) e a diminuição de doenças cardiovasculares. Essas gorduras devem ser consumidas preferencialmente de forma natural. Elas podem ser encontradas no azeite de oliva, óleo de coco, açaí, abacate, oleaginosas (amêndoas, castanha-do-pará, nozes, avelãs, pistache) e sementes em geral. Já as gorduras saturadas são de origem animal, e são encontradas na carne branca, vermelha, ovos, leite e derivados. Por muitos anos essas gorduras foram consideradas vilãs, mas já existem pesquisas que dizem que as mesmas podem entrar sim no cardápio e que não trazem riscos à saúde, desde que sejam consumidas com moderação. As únicas gorduras que não devemos consumir são as gorduras TRANS, elas são derivadas de um processo químico onde os óleos vegetais líquidos são transformados em ácidos graxos trans. Elas não são nada boas para a saúde e devem ser evitadas, essas gorduras trans são encontradas em alguns tipos de biscoitos, sorvetes, margarinas, salgadinhos, entre outras coisas industrializadas.

im4 (1)5°. EVITAR A GEMA DO OVO

A clara de ovo sozinha não possui nutrientes importantes que são encontrados na gema, como vitaminas do complexo B, incluindo B12; vitamina A, ferro, selênio; biotina; fósforo; colina; e outros nutrientes essenciais. Está na hora de mudar a idéia sobre as gemas. Como muitos estudos têm demonstrado, o colesterol dos ovos não afeta os níveis de colesterol no sangue.

gema

 

6°. ACREDITAR QUE O LIGHT NÃO FAZ MAL

Muita gente acha que não tem problema ingerir alimentos light ou que eles não engordam. Esses produtos, tem sim um valor calórico reduzido, mas geralmente são recheados de sódio, conservantes, corantes e aditivos químicos.

7°. CONSUMIR PEITO DE PERU

Existe o mito que o peito de peru é um alimento saudável por ser de baixa caloria e possuir baixo teor de gorduras, mas a verdade é que ele possui muitos pontos negativos, como o excesso de sódio, além do aditivo chamado Nitrato, que no estômago pode se converter em nitritos. Esses por sua vez se transformam em nitrosaminas, que são agentes carcinogênicos, substância que pode causar o câncer.

peito-peru

Espero que tenham gostado do tema, e que ele tenha ajudado a tirar algumas dúvidas de vocês. Aceito sugestões de outros assuntos para serem abordados em outros posts!

Daniela Obrzut CRN 8 6499

Nutricionista Especialista em Clinica e Estética.

Formação: Graduação em Nutrição pela Faculdade Evangélica do Paraná -2010

Pós graduada em Nutrição Clinica pela Universidade Gama Filho Rio De Janeiro-2011

Pós graduada em Nutrição em estética pelo Instituto Ana Paula Pujol – 2014

Consultórios Obrzut – (42) 3422-2638

Comments

comments

Written by Daniela Obrzut
Graduação em Nutrição Faculdade Evangélica do Paraná (FEPAR) Especialização em Nutrição Clínica,Universidade Gama Filho (UGF-RJ) Especialização em Nutrição Aplicada Estética, Instituto Ana Paula Pujol (Curitiba)